• Home
  • Blog
  • 4 dicas para montar uma loja de alta-joalheria
4 dicas para montar uma loja de alta-joalheria

4 dicas para montar uma loja de alta-joalheria

O mercado de luxo segue em crescimento no Brasil. Apesar da crise, dados da MCF Consultoria, coletados por meio de entrevistas entre os meses de abril e maio de 2017, mostraram que o faturamento total, bem como os investimentos no setor, aumentaram 9% e 12%, respectivamente, no período.

Como é de se imaginar, a perspectiva positiva não é garantia de sucesso. Ainda mais quando se fala de mercadorias de alto valor agregado. Sendo assim, antes de se aventurar, é importante conhecer bem as especificidades dos produtos que pretende vender.

No caso das joias, entender de metais nobres, pedras preciosas e sua variação de preço é o primeiro passo. O ouro, por exemplo, sofre uma frequente flutuação de preço, com valorização ou desvalorização conforme o momento econômico do país. Além destas, existem outras informações extremamente relevantes sobre o assunto.

Quer saber quais? Continue lendo este artigo e confira 4 dicas para montar uma loja de alta-joalheria.

1. Conheça o público-alvo

Geralmente de classe média, média alta e alta, o público de uma loja de alta-joalheria costuma ser bastante amplo e, ao mesmo tempo, exigente. Amplo pois não tem um perfil demográfico específico. Exigente porque quem opta por comprar uma joia está escolhendo um presente único e espera beleza, requinte e atenção aos detalhes. Essas qualidades devem ir além da peça e se estender ao estabelecimento, atendimento, à localização, entre outros aspectos.

2. Decida a localização da loja

A escolha do endereço ideal para o estabelecimento pode fazer toda a diferença. Por se tratar de um negócio cujo público-alvo é selecionado do ponto de vista de poder aquisitivo, o local escolhido deve ser frequentado por pessoas com potencial de compra. Galerias de luxo, shoppings ou ruas de bairros nobres, com comércios sofisticados, são as melhores opções.

Lembre-se que esse investimento pode ser a base do sucesso de sua loja. Avalie os preços de aluguel ou compra do espaço, mas não considere preço como fator determinante. Pense em fatores como segurança, circulação de pessoas, dimensão, etc. Em seu interior, não descuide da climatização, iluminação, mobiliário e sistema de vigilância.

3. Selecione representantes de confiança

Como em qualquer negócio, a escolha de fornecedores de confiança é essencial. Mas, quando se trata de uma loja de alta-joalheria, esse fator ganha ainda mais importância. Isso porque estamos falando de metais nobres e pedras preciosas de alto custo. É preciso ter certeza da procedência e da autenticidade das peças e ainda contar com preços adequados ao mercado, para que a venda gere lucro suficiente para a continuidade e manutenção do negócio.

4. Pesquise a concorrência

Como se comporta a concorrência no local escolhido para ser a sede de sua loja? Se ela for muito restrita, procure saber a razão.

Como concorrentes, considere apenas as joalherias e não lojas de bijuterias. É provável que existam empresas tradicionais, com clientes fiéis. Nesse caso, procure trazer algo de inovador, seja nas peças selecionadas, no atendimento ou no espaço físico. Inspire-se em grandes marcas, busque referências em outros países, entre outras estratégias. Acrescente o máximo de valor, de preferência, impactando o mínimo possível nos custos.

Esperamos que estas dicas tenham sido úteis ao seu novo negócio em alta-joalheria. Se este conteúdo lhe ajudou, compartilhe com outras pessoas em suas redes sociais! Até a próxima e boas vendas!

  • Catalogo
    e-book GRÁTIS
    Por que confiar a Bautz a produção das suas Jóias?