• Home
  • Blog
  • Quer transformar sua joalheria em franquia? Veja 7 dicas
Quer transformar sua joalheria em franquia? Veja 7 dicas

Quer transformar sua joalheria em franquia? Veja 7 dicas

O mercado de franquias tem-se mostrado uma boa opção para investidores. Somente em 2016, o faturamento chegou a R$151,2 bilhões, com previsão de crescimento entre 7 e 9%, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising. Opções são o que não faltam para quem deseja apostar no segmento, principalmente se a sua ideia é transformar a sua joalheria em franquia.

No entanto, é preciso bastante cuidado antes de apostar nessa ideia, visto que o seu negócio terá que atender a uma série de pré-requisitos para se tornar uma franquia. Confira as nossas dicas de hoje e saiba mais sobre o assunto!

1. Avalie se o momento é o certo de transformar a sua joalheria em franquia

O seu negócio está bem estruturado? Pois esse é um requisito fundamental antes de pensar em abrir uma franquia. Também é necessário levar em consideração o momento do mercado. Qual é a demanda pelo serviço ou produto que você oferece no cenário atual?

As joias, por exemplo, são um bem de consumo adquirido por um público mais seleto. Logo, é importante saber se existe procura o suficiente para manter a sustentabilidade do negócio em uma mesma cidade, por exemplo.

2. Encontre o seu diferencial

O seu empreendimento precisa ter um diferencial para se tornar uma franquia. Um negócio com poucas lojas pode trazer prejuízos em vez de lucro para o franqueador. Por isso, avalie se a proposta de expansão condiz com essa vantagem em relação às outras empresas do setor.

A joalheria, por exemplo, pode apostar num mix de joias mais extenso, visando ao atendimento de um público maior. Ou, até mesmo, promovendo a parceria com outras marcas, fazendo o co-branding. Esses diferenciais mostram a sua capacidade de inovação, o que é um ponto a mais para a sua empreitada como franqueador.

3. Conte com um advogado especializado

O seu negócio está preparado para se tornar uma franquia? Então, é hora de contratar um advogado especializado em direito empresarial, que tenha experiência em contratos.

Afinal, é com a ajuda dele que você elaborará todas as regras para os franqueados, incluindo direitos e deveres, contratos de uso sobre a marca, capital de investimento e taxa de franquia, entre outros detalhes que envolvem esse tipo de negócio.

4. Aposte no financiamento externo

Para que uma empresa vire uma franquia, é necessário um investimento para estruturar todo o negócio para essa nova realidade. Viu o potencial em seu empreendimento, mas não tem capital suficiente? Aposte no financiamento externo.

No entanto, tome cuidado ao fazer essa escolha, principalmente se envolver sociedade. O sócio precisa não só ter o dinheiro, mas conhecimento sobre o ramo da administração e gestão, melhor ainda se for sobre joalherias.

5. Escolha com cuidado os seus franqueados

Na ânsia de tornar o negócio uma franquia, muitos empreendedores se esquecem de selecionar criteriosamente os franqueados. Por mais que a pessoa goste do ramo de joalheria e tenha o dinheiro para investir, é preciso mais. Afinal, é a sua marca que está em jogo.

Logo, é importante ter alguns critérios importantes. Estudar o local onde se pretende abrir a franquia, as possibilidades de investimento, conhecimentos de mercado, etc.

6. Procure fazer networking

Precisa embasar melhor o seu conhecimento sobre o mercado de franquia? Que tal procurar grupos de franqueadores? Assim, você pode trocar ideias sobre o assunto e conquistar mais segurança.

Aliás, existem associações oficiais, como a ABF, que promovem feiras e outros eventos para franqueadores e franqueados. Vale a pena entrar o site deles e acompanhar as novidades.

7. Organize-se

Uma das coisas mais importantes é o suporte do franqueador ao franqueado. Por isso, não se esqueça de que as suas funções mudarão e é importante se organizar e se preparar para fazer com que o negócio cresça de fato.

Transformar a sua joalheria em franquia é um processo que exige cuidado e atenção. A primeira pergunta a se fazer é sobre o momento do mercado e se o empreendimento está pronto para isso. Depois é só seguir as dicas que apresentamos.

Aliás, um dos detalhes mais importantes é entender como gerar lucro, visto que é isso que mantém a sustentabilidade de um empreendimento. Saiba mais sobre esse assunto no nosso artigo!

  • Catalogo
    e-book GRÁTIS
    Por que confiar a Bautz a produção das suas Jóias?