• Home
  • Blog
  • Entenda a importância do processo de Kimberley para a joia
Entenda a importância do processo de Kimberley para a joia

Entenda a importância do processo de Kimberley para a joia

Em 1971, Sean Connery estrelou o filme de ação, intitulado “Os diamantes são eternos”. O enredo conta a história do agente 007 em uma missão na África do Sul, que tinha como objetivo desvendar o roubo de grande quantidade de diamantes na região. E não por acaso, o tema deste artigo trata sobre o assunto e também sobre o processo de Kimberley.

Mas, afinal, você já ouviu falar sobre este certificado? Se ainda não, entenda agora o que ele significa para a indústria de joias e qual é a repercussão do processo de Kimberley no Brasil. Então, vamos conferir!

O que é o Processo de Kimberley

O Sistema de Certificação do Processo de Kimberley (SCPK) é um mecanismo internacional que objetiva evitar que diamantes minerados de maneira ilegal financiem conflitos armados e prejudiquem, de certo modo, o mercado e o comércio de diamantes brutos.

Em meados dos anos 90, a mineração de pedras de diamantes, encontradas em abundância na África do Sul e em países próximos, passou a ser a principal fonte de financiamento de conflitos rebeldes da área. Esse fato despertou a atenção de grupos não-governamentais, que defendiam a implementação de um sistema global de certificação da origem dos diamantes em seu estado bruto.

Dessa maneira, foi criado em dezembro de 2000, em resolução pela Assembleia Geral da ONU e implementado no final do ano de 2002, o Sistema de Certificação do Processo Kimberley. A propósito, o nome do processo é originário de uma cidade da África do Sul, que recebeu uma conferência internacional de produtores das pedras preciosas, em maio de 2000, que tinha por finalidade colocar o fim no comércio de “diamantes de sangue”.

A polêmica do Processo de Kimberley no Brasil

O processo teve repercussão polêmica no Brasil, pois apenas os exportadores com certificações concedidas pela Siscomex realizavam exportações dos diamantes, até fevereiro do ano de 2006. Até então, as empresas precisavam de nota do produtor de diamantes para que se iniciasse uma consulta no Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

Se a empresa estivesse regularizada, o órgão emitia comunicado ao Banco Central para que o Kimberley fosse concedido. No entanto, ao chegarem ao Brasil, os diamantes eram lacrados pelos próprios agentes da DNPM.

Então, o proprietário da maior empresa de mineração do país passou a monopolizar o processo e, consequentemente, outras empresas acabaram fechando as suas portas e muitos garimpeiros perderam os seus empregos.

A importância do Certificado de Kimberley

A importância do processo Kimberley assegura a qualidade das pedras e a segurança ao comprador, uma vez que o certificado mostra o país de origem dos diamantes e comprova a regularização deste comércio.

As pedras preciosas têm o poder de encantar e seduzir mulheres e homens ao redor do mundo. A joia confeccionada com diamantes torna-se mais bela e reluzente, o que lhe agrega valores econômicos e sentimentais. Por isso, a necessidade de adquirir peças exclusivas e que tenham certificado de garantia.

A Bautz é fabricante de joias desde 1975 e, por isso, tem a experiência de mais de 42 anos no mercado nacional. O conceito de alta joalheria está presente em coleções exclusivas e  produções feitas sob encomenda. Para conhecer mais sobre os nossos produtos e serviços, entre em contato com a Bautz!

  • Catalogo
    e-book GRÁTIS
    Por que confiar a Bautz a produção das suas Jóias?